Pablo Marçal, o bilionário que afirma que comprar imóveis é um bom negócio

pablo marçal

Em um mundo de investimentos voláteis e mercados incertos, é crucial ouvir conselhos de pessoas que realmente prosperaram em sua área de atuação. Uma dessas vozes ressonantes na atualidade é a de Pablo Marçal. Quem é ele e por que devemos dar atenção ao que ele tem a dizer? Vamos dar uma olhada abaixo! 

A jornada de Pablo Marçal

Pablo Marçal conquistou o título de um dos patriarcas mais prósperos do Brasil, uma realização notável que fala muito sobre sua perspicácia nos negócios e dedicação inabalável.

Todo mês, cerca de 20 milhões de pessoas sintonizam em suas redes sociais para obter conselhos, inspiração e conhecimento. Seu alcance é vasto, abrangendo plataformas como Blog Pablo Marçal, Cortes do Marçal, Instagram, TikTok, YouTube, Twitter e Threads.

Multiempreendedor por excelência, Marçal usa vários chapéus: mentor, escritor, piloto de corrida e investidor. Atualmente, ele atua como CVO (Chief Visionary Officer) de um grupo multibilionário que atua em setores tão diversos quanto imobiliário, digital, ensino, seguros, vendas, automobilismo, aviação, tecnologia, hotelaria, fazenda e muito mais. A base de sua operação em Alphaville-SP é, sem dúvida, um dos maiores ecossistemas empresariais da América Latina.

Além de sua influência no mundo dos negócios, Marçal também deixou sua marca no mundo literário, liderando a lista dos livros mais vendidos do país com mais de 35 títulos, muitos dos quais alcançaram o status de Best Sellers.

Por que Imóveis?

E no vasto portfólio de investimentos de Pablo Marçal, uma coisa se destaca: sua crença no poder do mercado imobiliário. Mas por que ele considera que investir em imóveis é uma excelente jogada?

1- Estabilidade  

A busca por estabilidade é uma das principais forças motrizes por trás das decisões de investimento de muitos indivíduos e instituições. Nesse contexto, os imóveis se destacam como uma opção atraente. Ao contrário de muitos investimentos voláteis, como ações que podem oscilar dramaticamente com base em notícias globais ou moedas digitais que têm flutuações frequentes, os imóveis se mantêm firmes, proporcionando uma âncora sólida em um mar de instabilidade.

Esta estabilidade inerente dos imóveis não é mero acaso. Ela é sustentada por vários fatores fundamentais. Para começar, os imóveis são ativos tangíveis. Eles têm substância física – você pode tocá-los, vê-los e utilizá-los. Esse caráter tangível infunde uma sensação de realidade e permanência que poucos outros investimentos podem igualar. Ao comprar um imóvel, você está adquirindo uma parte real e tangível do mundo, um lugar que não vai “desaparecer” da noite para o dia.

Além disso, a necessidade fundamental de abrigo que os imóveis atendem confere uma demanda perene. Independentemente das oscilações econômicas, as pessoas sempre precisarão de lugares para morar, trabalhar e se divertir. Isso garante uma demanda constante por imóveis, tornando o setor menos propenso a quedas abruptas.

E ainda há o fator de limitação geográfica. A terra é um recurso finito. Não podemos “criar” mais terra. Com o crescimento populacional e o desenvolvimento urbano contínuo, as áreas desejáveis se tornam cada vez mais escassas. Esta escassez inerente, combinada com a crescente demanda, garante que os imóveis, particularmente em localizações privilegiadas, continuem valorizando ao longo do tempo.

Em resumo, em tempos de incerteza econômica, quando as bolsas de valores estão agitadas e os investidores estão nervosos, os imóveis emergem como uma rocha de estabilidade. Eles oferecem uma garantia tangível de valor, ancorada em necessidades humanas fundamentais e na realidade geográfica inalterável. Não é de admirar que muitos, como Pablo Marçal, vejam no mercado imobiliário um refúgio seguro e uma aposta sólida para o futuro.

2- Pablo Marçal acredita na valorização a longo prazo

A valorização a longo prazo é um conceito que atrai muitos investidores ao mercado imobiliário. Ao longo dos anos, observamos um padrão claro: propriedades tendem a aumentar de valor. Enquanto ativos como carros ou eletrônicos perdem valor assim que são comprados ou usados, os imóveis frequentemente seguem a trajetória oposta.

Uma razão fundamental para essa valorização é a natureza finita da terra. Não estamos produzindo mais terras; o que temos é tudo o que teremos. Com um aumento contínuo na população e no desenvolvimento urbano, a demanda por propriedades em localizações estratégicas cresce constantemente, enquanto a oferta permanece estática ou até mesmo diminui.

Adicionalmente, imóveis não são apenas ativos passivos. Proprietários têm a capacidade de influenciar o valor de sua propriedade por meio de renovações, melhorias e desenvolvimento. Ao transformar um espaço ou atualizar suas características, o valor percebido e real do imóvel pode ser significativamente aumentado.

Por último, as zonas e regulamentações urbanas também desempenham um papel. À medida que cidades e municípios evoluem, áreas que antes eram subestimadas podem ser redesenhadas ou rezoneadas, conduzindo a uma valorização significativa. Esses fatores combinados solidificam a ideia de que, para muitos, investir em imóveis é uma estratégia sábia para crescimento patrimonial a longo prazo.

3- Renda Passiva

Investir em imóveis não é apenas uma questão de esperar a valorização do bem ao longo dos anos. Para muitos investidores, o verdadeiro atrativo está na possibilidade de gerar uma renda passiva. Quando se possui um imóvel alugado, é possível receber um pagamento regular, mês após mês, sem a necessidade de um envolvimento ativo constante.

Esse fluxo contínuo de caixa pode se tornar uma fonte de renda vital, especialmente para aqueles que buscam diversificar suas fontes de receita ou até mesmo alcançar uma forma de aposentadoria antecipada. Além disso, ter um inquilino pode ajudar a cobrir as despesas associadas ao imóvel, como impostos, manutenção e hipotecas.

Outra vantagem é que os aluguéis tendem a acompanhar a inflação. Isso significa que, ao longo do tempo, à medida que os custos de vida aumentam, os proprietários têm a flexibilidade de ajustar os valores de locação, garantindo que sua renda passiva mantenha ou até mesmo aumente seu poder de compra.

Também vale mencionar que ter imóveis alugados cria uma espécie de segurança financeira. Mesmo em tempos economicamente desafiadores, as pessoas sempre precisarão de um lugar para morar, o que torna o mercado de aluguel bastante resiliente a recessões e crises.

Em suma, enquanto o potencial de valorização dos imóveis é certamente um chamariz, o poder de gerar uma renda passiva consistente é o que muitos investidores veem como o coração do investimento imobiliário. Esta combinação de crescimento de capital e renda regular faz dos imóveis uma das opções de investimento mais atraentes disponíveis.

Em resumo, se um bilionário tão bem-sucedido quanto Pablo Marçal vê valor em investir em imóveis, talvez todos nós devêssemos considerar suas palavras. Em um mundo de oportunidades de investimento, o imobiliário continua sendo uma escolha sólida e comprovada.

Gostou? Visite nosso site!

Leia também

Conheça os imóveis à venda

Open chat
Você quer os melhores Imóveis?
Olá 👋
Como posso te ajudar?